9 fatores a serem considerados na comparação entre Bain, McKinsey e BCG

A comparação entre as empresas de consultoria estratégica que constituem o ‘Big Three’ do ramo mostra pontos comuns às três e vários esclarecimentos sobre o que cada uma apresenta como diferencial.


Este artigo foi originalmente publicado no portal Management Consulted.

 

Fonte: New York Times

 

Há uma razão pela qual McKinsey, Bain e BCG são os maiores cães na indústria de consultoria de gestão. Talvez seja mais preciso dizer que há muitas razões que tornam os consultores dessas três empresas parte de um clube de elite. História, prestígio e especialização são alguns dos elementos que tornam o trio MBB o mais procurado entre as empresas de consultoria de gestão por graduados e MBAs. Mas há uma enorme lista de outros fatores que atraem as business minds mais brilhantes do mundo - como o treinamento insano e programas de desenvolvimento, interação com clientes Fortune 100 e oportunidades de saída surreais.

Mas as empresas MBB são todas iguais? Se um McKinseyite, um Bainee e um BCGer estiverem todos sentados em um bar, com quem você gostaria de conversar? No final do dia, onde você - como um candidato de consultoria com habilidades específicas, personalidade e metas - se encaixaria melhor?

Se um candidato tem calibre MBB, muitas vezes ele(a) receberá uma oferta de uma ou mais empresas do trio. O candidato feliz, em seguida, enfrenta a escolha de McKinsey vs Bain vs BCG, e pergunta “qual é a empresa certa para mim?”.

Em termos de tamanho e alcance, a McKinsey sempre foi a líder de mercado óbvia. Como a mais jovem das 3 empresas, Bain é o upstart consistente do grupo e a falta de experiência da empresa é compensada por enormes riscos e movimentos de diferenciação de mercado. BCG geralmente cai em algum lugar no meio - competindo com McKinsey e Bain, batendo um equilíbrio de experiência e criatividade - e ao vender, eles são "mais criativos" do que McKinsey e "mais experientes" do que Bain.

Então, a qual você pertence? Aqui estão 9 coisas a considerar ao comparar as empresas MBB:

 

1. Recrutamento

Todas as três empresas são bastante rigorosas quando se trata de ciclos de recrutamento, tornando-se muito difícil de entrar em um 'off-cycle'. Normalmente, as MBB tem como alvo graduados e MBAs de universidades de nível superior que estão a ponto de se formar. Se tivéssemos que classificar sobre a dificuldade de entrar em 'off-cycle', diria que Bain e BCG são ainda mais difíceis do que McKinsey porque as suas classes de entrada são menores.

Em termos de graus avançados, Bain é a menos provável de contratar alguém fora dos programas de MBA. BCG e McKinsey têm um processo de contratação de ADP muito mais rico e estão abertos para recrutar profissionais com outros tipos de grau. McKinsey é o mais aberto - o que significa que se você tem uma graduação em medicina, direito ou outro grau avançado e quer começar uma carreira de consultoria, confira McKinsey primeiro.

Em todas as três empresas, os recrutadores têm menos influência sobre as decisões de contratação do que a equipe de consultoria. Por isso, se você confia em suas habilidades de rede para ir bem em uma entrevista, concentre sua energia em cultivar conexões com consultores ao invés de recrutadores.

 

2. Entrevistas

As entrevistas das MBB são intensas, sem dúvidas. Você precisará estar preparado para 2 ou 3 rounds de entrevista, incluindo fit e case interviews. Sem contar uma enorme pressão, que você não está acostumado a sofrer.

Bain adora testar seus candidatos - não para ver se você sabe o que você está falando, mas sim para ver se você realmente acredita no que está dizendo. Em contraste, os testes de pressão da McKinsey são realizados para determinar se lidar com uma situação que o pressiona é algo com que você pode trabalhar. Em ambos os casos, as mesmas táticas são usadas, mas com um propósito diferente.

Na BCG, os entrevistadores estão avaliando sua capacidade de responder na mosca. Você se deparará com perguntas surpreendentes e curiosas em uma case interview da BCG e sua capacidade de apresentar uma solução razoável que inclua explicar seu processo de pensamento é o teste de sua verdadeira intuição de negócios.

Nós não deixaremos de mencionar que McKinsey tem o PST - esse teste de múltipla escolha de 26 perguntas que ajuda a selecionar candidatos que não têm o potencial de atingir a nota desejada - tanto para a competência em inglês como para a alfabetização financeira/matemática.

 

3. Alcance global

Todas as 3 empresas têm escritórios espalhados pelo mundo, com uma sede nos Estados Unidos. Em termos de alcance geográfico, McKinsey está no topo com o maior número de consultores e a maioria dos escritórios. BCG entra em um segundo próximo, com Bain em um terceiro distante.

Onde você estará fisicamente localizado para o trabalho depende do modelo de staff da empresa. Com o modelo global da McKinsey, você pode ver 8 países diferentes sobre o seu mandato. Se você está procurando a vida jet setter com a chance de acumular milhas de viagem e ganhar viagens de fim de semana grátis, McKinsey é a sua melhor aposta.

Na Bain, viagens internacionais são muito menos frequentes. Você quase sempre vai trabalhar em um país principal (ou escritório regional, como Cingapura). Você tem a chance de trabalhar no exterior na Bain, no entanto, durante o período de apenas 6 meses, quando você tem a opção de um externship com outra empresa, uma transferência internacional, uma rotação em fundos de capital próprio ou sem fins lucrativos da Bain..

BCG fica em algum lugar entre as duas. A empresa tem mais de um modelo de staff. Há o local, como o da Bain, mas também o de alcance global. Isso significa que BCGers são mais propensos a ​​viajar internacionalmente do que Bainees.

No final do dia, você estará na estrada todas as semanas com qualquer uma das 3 empresas. A norma é 4 dias por semana no local do cliente e de volta ao escritório na sexta-feira.

 

4. Escopo

BCG é a maior empresa com 14.000 consultores, seguida por McKinsey com 12.000 e Bain com 5.700. Bain é também a menor empresa em termos de receita. Em termos de preço, no entanto, as 3 empresas muitas vezes competem no mesmo nível - ~$500 mil para uma equipe de 6 pessoas por um mês.

MBBs contam com empresas Fortune 50 e Fortune 100 entre seus clientes - embora procurem por Fortune 1000, empresas com capital privado e fundo de cobertura (Hedge Funds) também. Como consultor, você estará interagindo com executivos de nível C - daí a razão para o rigoroso processo de contratação. Empresas MBB necessitam manter um certo nível de profissionalismo e sofisticação quando eles estão lidando com CEOs de grandes corporações, para que eles consigam manter os CEOs confortáveis com o preço que estão pagando.

Desde o final da década de 2000, a Bain juntou-se ao topo com McKinsey e BCG. Todas as empresas agora empregam um modelo de 1 projeto por staff. Isso significa que os consultores estão em apenas um projeto de cada vez, tornando o gerenciamento de recursos em toda a empresa muito mais suave.

As práticas de tecnologia e educação da McKinsey servem como grandes diferenciadores de seus concorrentes - nem a Bain nem a BCG oferecem algo parecido. Quando se trata de empresas de capital privado, no entanto, a Bain é a potência do trio.

Resumindo: as 3 empresas têm pontos fortes em diferentes áreas de prática, o que significa que, na posição de um candidato proveniente de um contexto bem particular, a sua chance de ser contratado é maior em uma empresa do que em outra.

 

5. Oportunidades de saída

Se você fez parte de uma MBB, seu futuro é brilhante! A maioria dos ex-consultores do trio MBB são recrutados para CEO, VP ou outras posições de liderança em empresas Fortune 100, ou até mesmo iniciar seus próprios negócios bem sucedidos. Quando você sair do McKinsey, Bain ou BCG, seus futuros colegas sabem que você está vindo de um contexto de treinamento de classe mundial, com habilidades incomparáveis em Excel e modelagem, além de uma capacidade misteriosa para resolver problemas de negócios.

Naturalmente, haverá apenas um pouco mais de prestígio ligado a um ex-consultor McKinsey do que alguém vindo de BCG ou Bain. Você vai definitivamente obter mais "oohs" e "aaahs" quando você for entrevistado para a sua vaga pós-consultoria..

No entanto, a Bain vem em primeiro lugar quanto à qualidade da relação entre ex-integrantes. A cultura é tão forte na Bain que há uma afinidade imediata entre Bainees quando se encontram. Enquanto um ex-McKinsey ofereceria passar 10 minutos no telefone com você para falar sobre suas opções de saída no Google, um ex-funcionário da Bain iria convidá-lo para seu escritório e apresentá-lo ao seu pessoal.

 

6. Cultura

Mais do que qualquer outra coisa, você vai ver grandes diferenças entre as empresas MBB quando se trata de cultura. Muitas vezes, quando os candidatos têm mais de uma oferta das MBB a considerar, eles fazem sua escolha final com base na cultura da empresa que ressoa melhor com sua personalidade e experiência.

McKinseyites são inteligentes, de negócios. Eles são treinados para atacar um problema de uma certa maneira - por isso, não importa em que escritório global você está ou em que nível você está, você pode contar com o jeito McKinsey de abordar uma situação. A própria organização é estruturada e formal, e tudo a partir de atitude e vestuário em McKinsey reflete isso. A empresa é conhecida por seu forte legado relacionado aos clientes.

BCGers são criativos e inovadores - líderes de pensamento em seus campos. BCG coloca um forte foco em trabalho em equipe e contribuições individuais quando se trata de projetos e é ótima em olhar para as tendências nos negócios e na economia global. BCG vende contra a McKinsey mais freqüentemente do que contra a Bain, e sua abordagem personalizada, para muitos, é um soco direto na abordagem de relatórios superficiais da McKinsey.

Camaradagem, conectividade e convicção caracterizam a cultura da Bain, onde o escritório local é forte e o foco está no trabalho em equipe. Considerado o "mais fraterno" das três melhores empresas, os Bainees sabem apreciar uma cerveja no escritório às sextas-feiras. Esta atmosfera de "work hard, play hard" é um grande atração para os novos recrutas. No head-to-head de recrutamento, a Bain muitas vezes bate BCG por causa da cultura, mas perde para McKinsey com base no prestígio ou marca.

Em termos de staff, você verá que o padrão Bain é mais analista pesado do que McKinsey e BCG. Em uma equipe padrão da McKinsey ou BCG, pode haver apenas um analista. Em contraste, uma equipe de Bain terá 2 analistas e menos pessoas que são mais antigas. Isso poderia significar que você terá mais responsabilidade no início de Bain, e no final do dia desempenhar um papel mais importante para sucesso da equipe.

 

7. Salários

Em termos gerais, o salário nas empresas MBB é bastante comparável - cerca de US$70 mil base para graduados se juntarem a empresa como contratações em tempo integral e cerca de US$135 mil base para full-timers com um MBA ou grau avançado. Bônus de assinatura, reembolso de deslocamento, aposentadoria, participação nos lucros e benefícios (por exemplo, seguro de saúde, associação de resort) também fazem parte do pacote de ofertas.

McKinsey é geralmente a primeiro a aumentar os salários. Eles definem o padrão, então Bain e BCG seguem um ciclo mais tarde. Por que é a McKinsey que consistentemente define o padrão de salário? 2 razões:

  1. A McKinsey tem um perfil de prestígio muito específico para quem eles contratam. Eles estão recrutando o presidente da classe, o que se destacava na turma, ou seja,  candidatos que provavelmente têm entrevistas com outras empresas e uma alta probabilidade de receber ofertas fortes. McKinsey oferece os melhores salários para atrair os melhores candidatos.

  2. A McKinsey tem mais ofertas concorrentes fora da consultoria. A empresa está competindo não só com a Bain ea BCG, mas também com os principais players de outras indústrias que também estão interessadas no prestígio, como o setor bancário/financeiro em particular. As perspectivas dos que participam das melhores escolas de negócios têm muitos caminhos que podem tomar - a partir de finanças corporativas internas e capital privado para capital de risco e direito empresarial. Para atrair e reter os melhores talentos, a McKinsey está disposta a pagar o dólar superior.

 

8. Experiência

McKinsey, não surpreendentemente, lidera em profundidade de experiência. Eles estão no ramo há muito tempo, têm o maior staff de consultoria e seu alcance é o mais extenso. Dezenas de best-sellers foram criados por McKinseyites e centenas de empresas foram lideradas por ex-McKinsey. Quando há um novo cliente, a McKinsey é capaz de apontar para 10 exemplos onde eles fizeram o mesmo trabalho com sucesso antes.

Na outra extremidade do espectro, Bain confia em sua mentalidade "vamos trabalhar duro para você" para ganhar clientes. A empresa não tem décadas de experiência para se gabar como seus concorrentes, mas tem uma carta na manga: a Bain dá muito mais idéias profundas e trabalhosas no processo de vendas do que a McKinsey ou o BCG, confiando fortemente em sua capacidade quantitativa e na vontade de ir uma milha a mais. Um consultor sênior na Bain pode dar o que normalmente seria o primeiro mês de trabalho para um cliente em potencial - uma tática que muitas vezes os clientes desfrutam em seu favor.

BCG se vende de um modo diferente - eles não são como McKinsey, pois lidam com uma abordagem personalizada, mas não são como a Bain, já que têm um grande alcance global, com muita experiência por trás. Sua abordagem é "enrolar as mangas" e fornecer "soluções sob medida para os clientes”.

 

9. Progressão na carreira

Superficialmente falando, a progressão na carreira em empresas MBB é simples: up-or-out. Você trabalha 2 anos então decide se você fica ou sai. Quando você olha um pouco mais afundo, no entanto, você descobre algumas coisas bonitas que tornam cada empresa única e atraente em sua própria maneira.

Por exemplo, a Bain construiu um período sabático de 6 meses em sua progressão na carreira. Depois de concluir seus primeiros dois anos, os contratados de graduação têm a oportunidade de girar em um prazo de 6 meses fazendo algo totalmente novo - pode ser algo como trabalhar para em uma empresa sem fins lucrativos do grupo da Bain, trabalhar no exterior através de uma transferência inter-escritório, ou fazer um externship com uma empresa totalmente diferente da Bain.

O BCG oferece programas exclusivos para os que tiveram os melhores desempenhos e, assim retém os melhores talentos da empresa, como o The Strategy Institute - uma equipe especial de projetos internacionais que desenvolve um olhar de longo prazo sobre estratégia e vantagem competitiva - e o programa BCG Fellows Blanche para trabalhar com qualquer coisa que eles quiserem, contando com um orçamento associado e um staff.

A McKinsey tem um caminho especializado e um generalista, e move consultores no início em práticas específicas, como logística ou RH. Como a McKinsey contrata os candidatos desde cedo em áreas específicas de especialização, eles estão mais abertos a considerar as candidaturas de candidatos que optaram por não seguir a rota MBA típica. Se a sua educação e/ou experiência de trabalho está "fora da norma", a McKinsey é mais propensa a considerar você do que o BCG ou a Bain.

O BCG opera de forma semelhante, contratando pessoas para práticas específicas muito mais cedo do que a Bain - que espera até que os consultores tenham alcançado o nível de sócio ou parceiro antes de atribuir uma especialização. Há, na Bain, uma tendência para a especialização mais cedo, mas eles ainda o fazem 2-5 anos mais tarde do que as outras empresas.

O que isso significa para você? Como um Bainee, você pode sair para indústrias diferentes por muito mais tempo do que você poderia na McKinsey ou no BCG, onde você já se localizaria em uma área específica de especialização.

Finalmente, porque muitas vezes é uma fonte de confusão para as novas contratações, esboçamos os cargos de consultoria em todas as empresas MBB. Frequentemente recebemos perguntas de leitores que confundem a posição de "Associate" pós-MBA na McKinsey com as posições pré-MBA na Bain e no BCG:

McKinsey - Os graduados são contratados como Business Analyst e MBAs são contratados como Associates.

Bain - Os graduados são contratados como Associate Consultants e MBAs são contratados como Consultants

BCG - Os graduados são contratados como Associates e MBAs são contratados como Consultants.


Fonte: Management Consulted

https://goo.gl/kN9O7N