ONGs

Conheça um pouco das ONGs que estão sendo transformadas pelos Consultores do Amanhã.

 

2017-09-01_22h26_30.png

Sociedade Pró-Menor

A Sociedade Pró-Menor cuida de 96 crianças carentes de Barão Geraldo, para que suas mães possam trabalhar. É uma entidade modelo de eficiência.

Fundada em 1981, tem como objetivo o atendimento à infância e Adolescência, através de um trabalho preventivo e curativo, visando o bem estar de seus usuários, quer na parte física, mental, bem como social.

Em regime de apoio sócio-educativo em meio aberto, dá prioridade à crianças e adolescentes de famílias de baixa renda, cujas mães necessitem trabalhar fora, a fim de suprir, total ou parcialmente, as necessidades econômicas da família.

 


 

 

Resultado de imagem para minha campinas logo

Minha Campinas

A Minha Campinas é uma rede de pessoas conectadas na construção de um processo mais participativo das tomadas de decisão de interesse público da cidade. Por uma Campinas mais gostosa de viver!

Nós temos apoiado mais especificamente o projeto do Mapa do Acolhimento da Minha Campinas para dar suporte a mulheres vítimas de violência sexual em Campinas e região.

 


 

 

Apae de Limeira

APAE Limeira

A APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Limeira completou no ano de 2016 50 anos de existência na cidade. Neste período,  estima-se ter sido prestado atendimento integral a cerca de 7.500 pessoas com algum tipo de deficiência. São usuários que deixaram a instituição depois de completarem ciclos que incluem avaliações, sessões terapêuticas, formação educacional, capacitação para o trabalho e outras formas de assistência especializada, direcionadas à melhoria de qualidade de vida e as mais diferentes formas de inclusão na sociedade.

Possui atendimento médico, terapêutico, educacional, e profissionalizante e através de seus programas, Centro de Apoio Diagnóstico (CAD), Centro de Atenção Terapêutica (CAT), Centro de Ações Preventivas (CAP), Escola de Educação Especial “João Ometto” e Centro Profissionalizante e de Convivência (CPC), atende crianças com atraso no desenvolvimento neuropsicomotor (ADNPM) e pessoas com deficiência intelectual leve e moderada (DM).

Atuando com princípios preventivos e inclusivos, possui 120 profissionais que compõem equipes interdisciplinares, fazendo parte da rede de proteção social que é mantida através de recursos próprios, dos setores públicos e privado e do auxílio da comunidade, atendendo cerca de 700 pessoas mensalmente.